No último trimestre de 2017 e no 11º ano do projeto Quina das Beatas, serão muitas as estreias no café-concerto, e também alguns regressos: em setembro, começamos com o projeto Ganso, que vão editar o seu primeiro disco ainda este ano. Outubro é um mês de regressos, com os Wipeout Beat, acompanhados por Marquis Cha Cha e ainda o Punk Rock dos portalegrenses Altarados. Em estreia, iremos ter um duplo concerto, com Calcutá + Veer e ainda os húngaros Dope Calypso.
Em novembro, teremos mais um regresso, com o Hip Hop dos portalegrenses Keep Out Family e o inesquecível cantautor conhecido como Autor Desconhecido. Como estreia, em novembro apresentamos a talentosa SURMA
Em dezembro e para finalizar a temporada da Quina em 2017, teremos mais um concerto duplo, com Genes + Lourenço Crespo.

29 SET. SEX. 23H
Ganso
Quina das Beatas
Rock | CC | 3€ | M/12 anos

 
Se está a ler este texto significa que neste momento você se depara com a banda Ganso. Uma banda para todos mas também para muitos. É que você ainda não sabe que vai gostar de ouvir “Pá Pá Pá”. Aliás, você chega ao fim deste primeiro álbum dos Ganso e vai cantar “pá pá pá” para si mesmo: à mesa, na escola, no trabalho, na igreja, quiçá até no Metropolitano. Tudo é possível. Tudo é impossível.
Está aqui a primeira canção do disco, "Quando a Maldita". O início do tal safari num comboio circense, Syd Barrettiano, a uma velocidade agradável não muito rápida para apreciar sem enjoar. Devagarinho se torce o pepino. A primeira de nove canções. A primeira de muitas.


6 OUT. SEX. 23H
Wipeout Beat e TITANIC - Marquis Cha Cha and his sinking friends
Quina das Beatas
Punk / Rock | CC | 4€ | M/12 anos


Os Wipeout Beat apresentam no CAE as músicas do EP, “Three Amigos”, em formato digital e as novas músicas do seu LP, que irá sair até ao fim do ano, pela Lux Records. Os Wipeout Beat são Rock'n'Roll, órgãos e sintetizadores, a dar sempre tudo!
Na 1ª parte, teremos Marquis Cha Cha and his Sinking Friends, com um novo projeto. desta vez os Titanic, que como o nome evoca, será a representação sonora de um imaginário de progresso, sonho, luxo e poder… a ir ao fundo.


13 OUT. SEX. 23H
Calcutá + Veer
Quina das Beatas
Pop / Jazz | CC | 3€ | M/12 anos


Calcutá: salta-nos à vista uma memória desfocada. Entramos a meio de uma viagem a cavalo pelo deserto americano. O passo embala, o calor sufoca e já começamos a cheirar as miragens. Avistamos um oásis, onde o azul-cobalto e o âmbar se derretem e, ao fundirem, criam ventos, montanhas, texturas...o próprio tempo!

Veer são Vera Vaz e João Farmhouse. Primeiro eram dois, depois, tornaram-se num só. Para trás, ficou o inverno, cinzento e frio. Chegou a Primavera e, com ela, duas vozes e dois instrumentos: um teclado, com uma sonoridade incisiva, marcada pela ocasional rebelião, e uma guitarra que varia, entre a inquietude e a suavidade cristalina, resultando em melodias que nos envolvem numa nostalgia cúmplice.


20 OUT. SEX. 23H
Altarados
Quina das Beatas
Punk / Rock | CC | 3€ | M/12 anos


Os Altarados nasceram no verão de 2014, em Portalegre, entre três amigos, com o único objetivo de tocar e partilhar a paixão pela música. Têm como influência o punk-rock americano dos anos 90 e nas suas músicas exploram este e outros estilos, como o ska e o hardcore.
Nas suas músicas, está sempre inerente uma forte mensagem social. As suas bandas de influência são os NOFX, Pennywise, Tara Perdida, entre outras.

31 OUT. TER. 23H
Dope Calypso [Hungria]
Quina das Beatas
Punk / Rock | CC | 4€ | M/12 anos


Imaginem uma banda garage rock, que adora Pixies e Buzzcocks e cria as suas canções com essa “fórmula”. Nascidos em Budapeste, Hungria, os Dope Calypso soam exatamente a essa mistura.
Bateria, teclado, voz e duas guitarras a criar harmonias e canções dançáveis que ficam no ouvido rapidamente, sempre com a energia rock e a atitude punk bem presentes. 
No final do ano, os Dope Calypso  apresentam-se ao público português, com muita diversão, surpresas, boa música e atitude positiva como garantias.

10 NOV. SEX. 23H
Keep Out Family
Quina das Beatas
Hip Hop | CC | 3€ | M/12 anos


Os Keep Out Family (KOF) são um grupo de 7 pessoas, que partilham a mesma paixão pela música, tendo como principal objetivo marcar os seus nomes no rap game. São constituídos por 6 rappers (Sly, Milly, G3, Diji, DihVerso, Skinny), e um responsável pela produção musical. Todos eles cresceram com o Hip Hop. Com o passar do tempo, o projeto foi crescendo e passando a ter mais elementos, mais apoios, mais oportunidades. Os KOF vieram para ficar!

17 NOV. SEX. 23H
Autor Desconhecido
Quina das Beatas
Cantautor | CC | 3€ | M/12 anos


Autor Desconhecido é Marquis Cha Cha (Marquês em Português) um pseudo-aristocrata que tenta a todo o custo chegar ao coração das pessoas (como não deu para ser cirurgião, tenta-o através da música), com as suas composições tocantes, alegres, e bem-dispostas.
Palavras do artista: “Se quiser assistir ao espetáculo e não tiver dinheiro, leve uma peça de fruta, um bocado de pão, umas hortaliças, ou peças de roupa (lavada) que já não use, ou bonecos de louça, que eu faço coleção”.


25 NOV. SÁB. 23H
SURMA
Quina das Beatas
 
Post-rock / Electrónica | CC | 3€ | M/12 anos

Débora Umbelino é original de Leiria mas o que nos traz vem de locais bem mais exóticos. SURMA, é o seu projecto one-woman-band, onde domina teclas, samplers, cordas, vozes e loop stations em sonoridades que fogem do jazz para o post-rock, da electrónica para o noise e nos levam para paragens mais ou menos incertas, com paisagens desconhecidas e muito prazer na viagem.
O primeiro single/video de apresentação "Maasai" é produzido por Emanuel Botelho (Ex-Sensible Soccers) e misturado e masterizado por Paulo Mouta Pereira. O Video, de Eduardo Brito, foi filmado na cidade fantasma de Doel.
Está prestes a finalizar a gravação do primeiro disco, "Antwerpen", que não terá nenhum dos temas que habitualmente tem tocado ao vivo.
"Hemma", o primeiro single do disco de estreia, acabou de ser apresentado.


15 DEZ. SEX. 23H
Genes + Lourenço Crespo
Quina das Beatas
Pop / Rock | CC | 3€ | M/12 anos


Lourenço Crespo tem pouco de estreante – conhecemo-lo pela voz e pelo baixo que galgavam caminho sempre a abrir nos (mais importantes que conhecidos), Kimo Ameba, pelas tão rebeldes e livres canções dos 100 Leio e, mais recentemente, conhecemos o inventivo teclista do Éme e o carismático e andrógino vocalista das Iguanas que têm posto toda a malta a dançar de um quarto até à pista do Lux. Desta vez está sozinho mas traz na bagagem todas estas qualidades e muitas mais.

“Pessoas", um disco de Genes:
“Este disco é sobre pessoas que passaram na minha vida, umas de forma mais incisiva e outras de forma mais fugaz, mas acima de tudo é uma celebração da real importância que essas pessoas tiveram naquela que eu sou hoje. Pode ser qualquer pessoa no mundo, podes ser tu! O mais importante é que tu nunca vais saber."